Classes de palavras
  • Preposições – Palavras invariáveis que estabelecem relações entre os elementos das frases.
  • Determinantes – Estão antes dos nomes e ajudam a caracterizá-los.
  • Verbos – Exprimem acções ou estados, situando-os no tempo.
  • Numerais – Indicam a quantidade de indivíduos ou coisas.
  • Nomes – Designam pessoas, animais, objectos, qualidades, estados.
  • Conjunções – Palavras invariáveis que servem para relacionar orações ou elementos da mesma oração.
  • Advérbios – Determinam ou intensificam o sentido do verbo, do adjectivo ou de outro advérbio.
  • Interjeições – São palavras com que exprimimos vivamente as nossas emoções, de forma mais ou menos espontânea.
  • Pronomes acompanham ou representam o nome, permitem evitar repetições.
  • Adjectivos - Atribuem características ao nome.



ADJECTIVO

Classe gramatical cuja função principal é a de modificar o nome, atribuindo-lhe qualidades, propriedades ou relações. A sua relação com o nome começa desde logo pela concordância em género e número a que são obrigados, ou seja, o adjectivo recebe o género e o número do nome que caracteriza (ex.: "águas claras", "óptimo livro", "meninos irrequietos").
Em termos morfológicos, os adjectivos são flexionáveis em género e número e seguem as mesmas regras flexionais que os nomes. Designam-se por:
      • biformes quanto ao género, os adjectivos que apresentam duas formas, uma para o masculino, outra para o feminino (ex: delicado/delicada);
      • biformes quanto ao número os adjectivos que apresentam duas formas, uma para o singular, outra para o plural (ex: delicado/delicados);
      • uniformes quanto ao género quando possuem apenas uma forma para o masculino e para o feminino (ex: "barco veloz"/"nau veloz");
      • uniformes quanto ao número (ex: "anedota reles"/"anedotas reles") sempre que possuem apenas uma forma para o singular e para o plural.

No caso dos adjectivos compostos, forma o feminino apenas o segundo elemento do composto (ex: "congresso hispano-americano"/"civilização hispano-americana"). Quanto à formação do plural dos adjectivos compostos, e à semelhança do que acontece com a formação do feminino, apenas vai para o plural o segundo elemento do composto (ex: "cidadão nipo-chinês"/ "cidadãos nipo-chineses"; "língua indo-europeia"/"línguas indo-europeias"). Exceptuam-se:

      • • o adjectivo "surdo-mudo", em que ambos os elementos vão para o plural (ex: "menino surdo-mudo"/"meninos surdos-mudos")
      • • os adjectivos compostos por adjectivo + nome, que são invariáveis ("cavalo/cavalos puro-sangue", "papoila/papoilas vermelho-sangue", "blusa/sapatos verde-alface")

Adjectivos - Comparativos e superlativos irregulares
«Grande Dicionário Universal - Língua Portuguesa» -
Adjectivo
Comparativo de
Superioridade
Superlativo
Absoluto
Relativo
bom
melhor
óptimo
o melhor
mau
pior
péssimo
o pior
grande
maior
máximo
o maior
pequeno
menor
mínimo
o menor





1.DETERMINANTES:
· Dão novas indicações acerca do nome;
· Normalmente vêm antes do nome;
· Concordam com o nome em género e número.
CLASSE
SUBCLASSES
DETERMINANTES
definidos
Artigos
indefinidos
Possessivos
Demonstrativos
Indefinidos
Interrogativos
Relativos
Numerais

2.SUBCLASSES DOS DETERMINANTES
1. ARTIGOS

Masculino
Feminino

Singular
Plural
Singular
Plural
DEFINIDOS
o
os
a
as
INDEFINIDOS
um
uns
uma
umas
2. POSSESSIVOS

UM SÓ OBJECTO POSSUÍDO
VÁRIOS OBJECTOS POSSUÍDOS
Masculino
Feminino
Masculino
Feminino
Um só possuidor
1.ª pessoa
meu
minha
meus
minhas
2.ª pessoa
teu
tua
teus
tuas
3.ª pessoa
seu
sua
seus
suas
Vários possuidores
1.ª pessoa
nosso
nossa
nossos
nossas
2.ª pessoa
vosso
vossa
vossos
vossas
3.ª pessoa
seu
sua
seus
suas



3. DEMONSTRATIVOS

UM SÓ OBJECTO INDICADO
VÁRIOS OBJECTOS INDICADOS
Masculino
Feminino
Masculino
Feminino
Próximo de quem fala.
este
esta
estes
estas
A meia distância.
esse
essa
esses
essas
Longe de quem fala.
aquele
aquela
aqueles
aquelas
Se a posição é diferente.
o outro
a outra
os outros
as outras
Se a posição se mantém.
o mesmo
a mesma
os mesmos
as mesmas

tal
tais







Nomes ou substantivos



OS SUBSTANTIVOS (OS NOMES)

DEFINIÇÃO: Os substantivos ou nomes são palavras que usamos para nomear pessoas, animais, objectos, países, cidades...
Exemplo: João rapaz floresta Portugal Lisboa ...
1 - VARIAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS EM GÉNERO

Os nomes podem pertencer ao género masculino ou ao género feminino :
- são masculinos se antes deles colocarmos os artigos o, os, um, uns. - são femininos se antes deles colocarmos os artigos a, as, uma, umas.

FORMAÇÃO DO FEMININO
  • A maior parte dos nomes forma o feminino mudando o o para a ou acrescentando um a.
Ex.: amigo / Amiga
  • Alguns nomes apresentam palavras diferentes para o masculino e para o feminino.
Ex.: pai / mãe
  • Alguns nomes são iguais no masculino e no feminino.
Distinguem-se por levar antes o ou a.
Ex.: o bebé / a bebé
  • Alguns nomes formam o feminino mudando as terminações para: -esa , -essa, -isa.
Ex.: poeta / poetisa príncipe / princesa

NOMES TERMINADOS EM -ÃOexternal image educacao.jpg* Alguns mudam o ão para oa. Ex.: leão / leoa* Alguns mudam o ão para ã. Ex.: irmão / irmã
* Alguns nomes mudam o ão para ona.
Ex.: comilão / comilona
* Mas há excepções: espião - espia, ladrão - ladra

2 - VARIAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS EM NÚMERO

Os nomes, para além de variarem em género, também variam em número.
O número indica-nos se nos referimos a um só elemento (singular) ou a vários elementos (plural)
Livro- um só - nome no singular. Livros- mais do que um - nome no plural.

FORMAÇÃO DO PLURAL DOS NOMES
*Regra Geral: Acrescenta-se um s aos nomes terminados em vogal.
Ex.: Bola/Bolas Rei/Reis
* Quando as palavras terminam em consoante acrescenta-se es.
Ex.: Flor/Flores Avestruz/Avestruzes
* As palavras terminadas em al, el, ol, ul, trocam o l por is.
Ex.: Jornal/Jornais Caracol/Caracóis Azul/Azuis
* As palavras terminadas em il mudam o l para s.
Ex.: Funil/Funis Barril/Barris
* As palavras terminadas em m fazem o plural com ns.
Ex.: Nuvem/Nuvens Atum/Atuns
* As palavras terminadas em ão fazem plural de três formas: ãos, ões, ães.
Ex.: Mão/Mãos Leitão/Leitões Pão/Pães
* Os nomes constituídos por mais de uma palavra formam o plural de modos diferentes.
quarta-feira/quartas-feiras Couve-Flor/Couves-Flores
Pão-de-Ló/Pães-de-Ló Guarda-Chuva/Guarda-Chuvas
Pai-Natal/Pais-Natal
* Algumas palavras não mudam o plural.
Ex.: o cais/os cais o lápis/os lápis

3- VARIAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS EM GRAU

GRAU DIMINUTIVO GRAU NORMAL GRAU AUMENTATIVO
casinha casa casarão
terminação: terminação:
-inho(a), -zinho(a), -ito(a), -oto(a) -ão, -orra, aço.

4 - SUBCLASSES DOS SUBSTANTIVOS:
Os nomes (substantivos) estão divididos em:
*Nomes comuns / Nomes próprios -
Nomes comuns - quando se referem a seres da mesma espécie.
Ex.: Rapaz (refere-se muitos seres).
Nomes próprios - referem-se a um ser em particular. Escrevem-se com letra maiúscula.
Ex. João, Maria*Nomes concretos / Nomes abstractos Nomes concretos - referem-se a realidades físicas, palpáveis. Ex. cadeira, mesa, flor Nomes abstractos - designam realidades onde não consigo tocar Ex. pensamento, felicidade*Nomes colectivos
Nomes colectivos - Quando se referem a um conjunto de seres da mesma espécie.
Ex.: floresta (conjunto de árvores).



Morfologia verbal


· Os verbos são divididos em três conjugações, identificadas pela terminação dos infinitivos, -ar, -er, -ir (e -or, remanescente no único verbo, pôr, juntamente com seus compostos; este verbo pertence, todavia, à conjugação de infinitivos terminados em -er, pois tem origem no latim poner, evoluindo para poer e pôr).

· A maioria dos verbos termina em ar, tais como cantar. De uma forma geral, os verbos com a mesma terminação seguem o mesmo padrão de conjugação. Porém, são abundantes os verbos irregulares e alguns chegam a ser mesmo anómalos: ir, ser, saber, pôr e seus derivados apor, opor, compor, dispor, supor, propor, decompor, recompor, repor, sobrepor e antepor.

Tempos


· Presente, que exprime acções frequentes ou corriqueiras.

· Pretérito, exprimindo acções terminadas no passado, sendo dividido em:

      • o Pretérito imperfeito, acções inacabadas;
      • o Pretérito perfeito, acções acabadas;
      • o Préterito mais-que-perfeito, acção anterior a uma já acabada;

· Futuro, que exprime acções pontuais que ocorrerão no futuro, sendo divididos em:
      • o Futuro do presente, acções que serão executadas;
      • o Futuro do pretérito, acções que poderiam ser executadas.

Na língua portuguesa, os verbos são divididos em seis modos, de acordo com o que exprimem:
      • · Indicativo, para exprimir factos tidos como certos;
      • · Conjuntivo ou Subjuntivo, para exprimir suposições;
      • · Imperativo, para exprimir instruções;
      • · Condicional, para exprimir condições (normalmente, tendo como base suposições);
      • · Infinitivo, formas verbais que não exprimem nada autónomos, sendo dividido em:
            • o Infinitivo Pessoal, em que cada forma corresponde a uma pessoa;
            • o Infinitivo Impessoal, em que a forma dá nome ao seu verbo;

· Formas nominais:

      • o Gerúndio,
      • o Particípio Passado
      • o Infinitivo Impessoal.


conjuga-me.jpg

Aqui podes encontrar todos os tempos e modos do verbo que quiseres.






















Classes de Palavras - PRONOMES



PRONOMES são palavras que podem substituir o nome e respectivo determinante para não estarmos sempre a repetir.

Os PRONOMES podem variar em género, número e pessoa.

Os PRONOMES podem classificar-se em:

  • pessoais (indicam pessoas): eu, tu ele/ela, nós, vós, eles/elas;

  • possessivos (indicam posse): meu, minha, meus, minhas, meus, minhas; teu, tua, teus, tuas; seu, sua,; seus,suas;

  • demonstrativos(indicam proximidade e afastamento): este, esta, estes, estas; esse, essa, esses, essas; aquele, aquela, aqueles, aquelas; o outro, a outra, os outros, isto; isso, aquilo;

  • indefinidos (referenciam de forma imprecisa): alguém, ninguém, algo, tudo, nada;

  • relativos (funcionam como elo de ligação entre uma frase subordinante e as frases subordinadas relativas) : que, quem, onde, o qual;

  • interrogativos (introduzem perguntas) : qual?, onde?, o quê?,como? ;

Pronomes relativos -

singular
plural
masculino
feminino
masculino
feminino
variáveis
cujo
quanto
qual
cuja
quanta
qual
cujos
quantos
quais
cujas
quantas
quais
invariáveis
que, quem
Pronomes demonstrativos -

singular
plural
masculino
feminino
masculino
feminino
variáveis
este
esse
aquele
o mesmo
o outro
o tal
esta
essa
aquela
a mesma
a outra
a tal
estes
esses
aqueles
os mesmo
os outros
os tais
estas
essas
aquelas
as mesmas
as outras
as tais
invariáveis
isto, isso, aquilo
Pronomes pessoais -

1.ª pessoa
2.ª pessoa
3.ª pessoa
singular
eu
me, mim
comigo
tu
te, ti
contigo
ele, ela
se, si
consigo
o, a
lhe
plural
nós
nos
connosco
vós
vos
convosco
eles, elas
se, si
consigo
os, as
lhes
Pronomes e determinantes possessivos -

singular
plural
masculino
feminino
masculino
feminino
um possuidor
meu
teu
seu
minha
tua
sua
meus
teus
seus
minhas
tuas
suas
vários possuidores
nosso
vosso
seu
nossa
vossa
sua
nossos
vossos
seus
nossas
vossas
suas

Pronomes indefinidos -



singular
plural
masculino
feminino
masculino
feminino
variáveis
algum
nenhum
outro
todo
um
certo
muito
pouco
qualquer
alguma
nenhuma
outra
toda
uma
certa
muita
pouca
qualquer
alguns
nenhuns
outros
todos
uns
certos
muitos
poucos
quaisquer
algumas
nenhumas
outras
todas
umas
certas
muitas
poucas
quaisquer
invariáveis
algo, alguém, ninguém, nada, tudo, outrem

Pronomes interrogativos -


singular
plural
masculino
feminino
masculino
feminino
variáveis
quanto?
qual?
quanta?
qual?
quantos?
quais?
quantas?
quais
invariáveis
que?, quem?

Pronomes pessoais I



Os pronomes pessoais são palavras que representam no discurso as três pessoas gramaticais (1.ª, 2.ª e 3.ª).
Indicam, por isso, quem fala (eu, nós),

com quem se fala (tu, vós)
e de quem se fala (ele, ela, eles, elas).

Este ano, vais estudar:
- os pronomes pessoais sujeito - eu, tu, ele, ele, nós, vós, eles, elas
- os pronomes pessoais complemento directo - o, a, os, as
- os pronomes pessoais complemento indirecto - me, te, lhe, nos, vos, lhes

Aqui encontras uma tabela com todos os pronomes pessoais.


Pronomes pessoais - II

1- Geralmente, os pronomes pessoais complemento directo e complemento indirecto colocam-se a seguir ao verbo e ficam ligados a este por um hífen.
Ex. Eu comprei flores, ofereci-as à mãe e ela agradeceu-me.
2- No futuro e no condicional, estes pronomes (c.d. e c.i.) integram-se no interior da forma verbal.
Ex. Comprarei o teu presente em Lisboa. Comprá-lo-ei em Lisboa.
Ofereceria um presente à Ana, se ainda tivesse dinheiro. Oferecer-lhe-ia um presente.
3- Quando a frase está na forma negativa, a frase é introduzida por “que” ou “se”, as formas verbais estão no conjuntivo, os pronomes pessoais (c.d. e c.i.) colocam-se antes da forma verbal.
Ex. Ela não o vai ler. Ela disse que o vai ler. Talvez o leia à noite.
Ele não lhe telefona. Ele disse que lhe vai telefonar. Talvez lhe telefone.